Menu

Assembleia: riscos de ataques põem diferenças de lado

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Reunião aprova nomes para comissão do Consuni. Delegação à plenária da Fasubra também é indicada

Com uma pauta que remete a dois importantes temas para a categoria – a consulta para escolha do novo reitor (no final de abril) e a indicação de delegados à plenária nacional da Fasubra –  a assembleia dos técnicos-administrativos da UFRJ na manhã desta quarta-feira 6, aprovou, com apenas uma abstenção, os nomes dos representantes dos servidores que comporão a comissão de pesquisa do Conselho Universitário e a chapa única para o encontro da federação em 15 e 16 de fevereiro.

Os graves ataques que se anunciam por parte do governo Bolsonaro, em particular a reforma da previdência, as ameaças de ingerência nas universidades públicas, privatizações e restrições de direitos, levaram à percepção por parte dos presentes de que é necessário construir a unidade.

“A conjuntura demonstra que os ataques vão ser fortes e que é necessário deixar as diferenças de lado. Essa assembleia foi marcada por isso”, disse a coordenadora-geral do Sintufrj Neuza Luzia.

“Conseguimos fechar o consenso para a formação de uma chapa (para a plenária da Fasubra) com representantes da direção e da oposição, cada um no seu papel”, resumiu ela.

 

Trabalhadores

A assembleia aprovou também organizar a participação da categoria na assembleia nacional da classe trabalhadora que será realizada na Praça da Sé, em São Paulo, no dia 20.

Essa assembleia está sendo organizada pela CUT, CTB e CPS Conlutas e tem como centro a resistência aos planos do governo para a previdência.

Na agenda interna, o Sintufrj vai organizar uma assembleia especial para discutir propostas e um programa com as reivindicações da categoria para ser apresentado aos candidatos que concorrerão ao cargo de reitor.

 

 

COMENTÁRIOS