Sintufrj impede corte imediato dos 26,05%

Percentual continua no contracheque na folha de abril, que fecha nesta sexta-feira, dia 13

Uma solicitação do Sintufrj à Reitoria para que o corte dos 26,05% não seja feito enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) não apreciar o mandado de segurança impetrado nesta quarta-feira pelo Sindicato garantiu a manutenção do índice nos contracheques pelo menos por mais um mês.

 

Depois de protocolar a solicitação à Reitoria, dirigentes do Sindicato propuseram que a reivindicação fosse transformada em resolução aprovada na sessão do Conselho Universitário desta quinta-feira 12, o que aconteceu. A resolução do Consuni foi acatada pela Reitoria.

 

Portanto, os 26% continuam na folha de pagamento de abril (que fecha nesta sexta-feira 13). Matéria completa na próxima edição do Jornal do Sintufrj.

 

Veja o que aconteceu

1 – Na quarta-feira, dia 11, Sintufrj entrou com mandado de segurança no STF para tentar impedir o corte dos 26,05%

2 – Nesta quinta-feira, dia 12, o Sindicato protocolou solicitação à Reitoria para que o corte não seja feito enquanto o recurso não for apreciado no STF

3 – Por proposta do Sintufrj, o Consuni transformou a solicitação do Sindicato em resolução

4 – A Reitoria acatou resolução do Consuni e suspendeu o corte do percentual na folha de abril, que fecha esta sexta-feira, dia 13