‘Heal The World’ em português e na voz dos profissionais do Complexo Hospitalar da UFRJ

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Todos os profissionais que integram as unidades de saúde da UFRJ (médicos, enfermeiros, equipe administrativa, entre outros) estão convidados a participar da ação solidária “Cure o Mundo”. Com as suas vozes no coral virtual, levarão otimismo aos colegas da linha de frente do combate a Covid-19 em outros hospitais e também aos pacientes virais e seus familiares.

A campanha “Cure o Mundo” é fruto da parceria entre a Fundação Nacional de Artes (Funarte) e a UFRJ, com curadoria da Escola de Música da UFRJ, e consiste na realização de um vído com a versão em português de Heal The World, de Michael Jackson. O coral será composto de 50 cantores e os interessados devem se inscrever até o dia 2 de julho.

Providencias
Mais Informações pelo e-mail elaine@indc.ufrj.br Até o dia 10 de julho, os vídeos devem ser enviados para serem editados. “Estamos solicitando a inscrição de 50 pessoas que enviarão vídeos para serem editados e reunidos”, explica Elaine de Souza Barros, diretora administrativa do Instituto de Neurologia Deolindo Couto, que coordena a ação.

A expectativa de Elaine é ainda em julho concluir o vídeo da campanha “Cure o Mundo”.

Motivação
A ideia do coral virtual Elaine teve enquanto se recuperava da Covid-19, mas apoiada nas experiências que vivenciou enquanto estava envolvida com ações junto ao Complexo Hospitalar da UFRJ durante a pandemia. Período em que presenciou muitas situações adversas, tanto por parte de pacientes e seus familiares, como também dos profissionais de saúde. O passo segundo foi levar a inspiração para à Escola de Música, que prontamente a abraçou.

A proposta foi incorporada como projeto de extensão e a Escola de Música foi atrás de parceiros, conseguindo uma produtora para edição dos vídeos e técnicos para realizar o trabalho. “Conseguiram até apoio da Funarte. “Será uma linda mensagem de amor e esperança dos hospitais da UFRJ para toda população”, define a iniciativa a sua autora.

 

 

COMENTÁRIOS