Sintufrj presta contas à categoria das ações de solidariedade e do pagamento da dívida de mais de 1 milhão de processos trabalhistas de gestões anteriores

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O país, sob a égide do governo genocida de Jair Bolsonaro, impôs a milhares de famílias durante a pandemia da Covid-19, uma sobrevivência no limite do desespero. Desde 2020, a fome voltou a aterrorizar os brasileiros mais vulneráveis, sem emprego, qualquer tipo de renda e dependente de auxílio emergencial digno e para todos. 

Diante deste cenário devastador – agravado por mais de 500 mil  mortos em consequência da doença –, ações solidárias de forças que atuam na sociedade, como os sindicatos, são necessárias para amenizar tanto sofrimento. A direção do Sintufrj, gestão Ressignificar, tem feito a sua parte, em nome da categoria.

Ações solidárias

O Sindicato passou a fornecer para famílias de baixa renda e sem trabalho remunerado, cestas básicas, bem como quentinhas para a população de rua. 

Trabalhadores terceirizados da UFRJ, cujos salários estavam atrasados ou foram demitidos, também receberam doações de cestas básicas pela entidade. 

Moradores da Vila Residencial em situação de calamidade pública, em consequência de temporal, foram socorridos pelo Sintufrj. Estudantes residentes na comunidade sem ter como se alimentar constaram da lista de beneficiados pelas doações do Sintufrj.

Com o corte absurdo do orçamento da universidade pelo governo federal, inúmeras solicitações de ajuda chegaram à entidade – e continuam chegando – para que setores vitais da instituição de combate à pandemia continuassem funcionando. 

O Sintufrj adquiriu e doou para os trabalhadores da UFRJ,  Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), principalmente para aqueles que atuam presencialmente nas unidades de saúde, bem como máscaras para servidores, terceirizados, estudantes e voluntários. 

O Sindicato também apoiou, e continua à disposição para colaborar, com o Centro de Ciências da Saúde e o Centro de Tecnologia custeando despesas de transportes para os alunos e outros voluntários das atividades de combate à Covid-19. 

Obras no HUCFF

Para que o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) continuasse atendendo à população com a Covid-19, o Sintufrj contribuiu com recursos financeiros para que obras fossem realizadas em setores da unidade em situação muito precária. A iniciativa da diretoria do Sindicato visou, ainda, garantir condições dignas de trabalho aos servidores e extraquadro.

Processos trabalhistas

Até junho deste ano, já foram pagos mais de R$ 5 milhões de processos trabalhistas herdados de gestões sindicais anteriores. Os últimos pagamentos ocorrerão em julho no valor de R$ 1.887 milhão. 

A intenção da atual direção é unir esforços para quitar essas dívidas até o término do seu mandato, em respeito aos sindicalizados.      

Eventos políticos  

A partir de maio deste ano, a direção sindical não tem poupado esforços e recursos para a confecção de materiais, contratação de equipamentos, enfim, a infraestrutura necessária para garantir reforço às passeatas e manifestações do Fora Bolsonaro e à campanha Vacina no braço, comida no prato.

Eficiência e Transparência 

A prestação de contas sobre como o dinheiro das contribuições dos sindicalizados é gasto, tem sido uma prática da gestão Ressignificar desde a sua posse na direção do Sintufrj. Porque essa é a forma correta de se dirigir uma entidade de classe. 

Confira, abaixo, o relatório detalhado das despesas citadas nesta matéria. 

 

 

COMENTÁRIOS