Moção – Justiça para Moise Kabamgabe!

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Nós, técnicos administrativos em Educação da UFRJ, reunidos em assembleia extraordinária do Sintufrj em 01/02/2022, repudiamos veementemente o brutal assassinato do trabalhador congolês, Moise Kabamgabe, na Barra da Tijuca no dia 24/01/2022.

Moise trabalhava por diárias no quiosque Tropicália e, de acordo com a família, quando foi cobrar dois dias de pagamento atrasado, foi agredido pelo gerente do estabelecimento e outros cinco homens a socos, pontapés, golpes com pedaço de madeira, teve os pés e mãos amarrados com um fio e foi espancado com um taco de baseball. Foi encontrado por policiais amarrado, deitado ao chão, morto.

O caso é um exemplo gravíssimo do RACISMO e XENOFOBIA de nosso país. A violência dos que atacaram, amarraram e mataram Moïse Kabamgabe é própria dos que tratam aos trabalhadores como pessoas sem direitos, de racistas que se portam como senhores de escravos e capitães do mato, de uma cultura de ódio contra imigrantes.

Exigimos a apuração imediata do crime e a punição de todos os responsáveis. É inadmissível que o Quiosque Tropicália siga funcionando como se nada tivesse acontecido.

Todos e todas ao ato no próximo sábado, 5 de fevereiro, às 10h, em frente ao Quiosque Tropicália (próximo ao posto 8 da Praia da Barra).

Justiça para Moise Kabamgabe!
Chega de RACISMO e XENOFOBIA!
Apuração e punição dos responsáveis!

 

 

COMENTÁRIOS