Nota da Comissão da Memória e da Verdade da UFRJ

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Nota da Comissão da Memória e da Verdade da UFRJ

No dia 11 de novembro, nós, antigos e atuais membros da Comissão da Memória e da Verdade da UFRJ (CMV/UFRJ), ao lado de apoiadores, militantes de memória, verdade e justiça e representantes de organizações de direitos humanos, estivemos reunidos para debater as perspectivas futuras para o órgão, criado pela portaria 4966 de 2013.

Em abril de 2019, na eleição para a reitoria, a comunidade acadêmica da UFRJ chancelou um novo projeto para a universidade, e com a legitimidade das urnas, a nova reitora e sua equipe propuseram mudanças nas diferentes instâncias da universidade. Para valorizar e fortalecer a estrutura da CMV/UFRJ, o Núcleo de Memória e Direitos Humanos, antes vinculado ao Colégio Brasileiro de Altos Estudos (CBAE), foi incorporado à Comissão.

No contexto atual, marcado pelo avanço do negacionismo e da apologia à ditadura e à tortura, o trabalho da CMV/UFRJ ganha um papel ainda mais importante, e por isso entendemos de maneira consensual que a incorporação deste Núcleo representa um passo importante para uma maior institucionalização da Comissão.

Reconhecendo as iniciativas e os trabalhos realizados nos anos anteriores, estamos certos de que as mudanças na estrutura da Comissão permitirão que suas atividades tenham uma coordenação mais descentralizada que incentive a ampliação da participação e da corresponsabilidade dos diferentes atores envolvidos, e que o órgão se consolide como um importante espaço de interlocução entre a Universidade, familiares de mortos e desaparecidos políticos, ex-presos políticos, movimentos sociais e aqueles que construíram as diferentes políticas de memória e verdade que existiram no Brasil nos últimos trinta anos.

O que nos move é o desejo de seguir produzindo pesquisas e iniciativas públicas em torno da memória, verdade, justiça e reparação, e esperamos construir, com o conjunto da comunidade acadêmica, uma Comissão da Memória e da Verdade pautada na transparência e no compromisso com as lutas sociais, com a democracia e contra o esquecimento.

José Sergio Leite Lopes (membro da CMV-UFRJ desde 2016)
Luiz Pinguelli Rosa (membro da CMV-UFRJ desde a sua criação em 2013)
Cristina Riche (membro da CMV-UFRJ desde a sua criação em 2013)
Maria Paula Araújo (membro da CMV-UFRJ desde 2016)
Andrea Queiroz (membro da CMV-UFRJ desde 2016)
Damires França (membro da CMV-UFRJ desde 2016)
Tatiana Roque (membro da CMV-UFRJ 2016-2018, reconduzida em 2019)
Regina Novaes (membro da CMV-UFRJ 2019)
Paulo Fontes (membro da CMV-UFRJ 2019)
Nadine Borges (representante da OAB/RJ, membro da CMV-UFRJ 2016-2019)
Luciana Lombardo (Núcleo de Memória e Direitos Humanos da CMV/UFRJ e membro da CMV/UFRJ 2019)
Vera Vital Brasil (Fórum de Reparação e Memória RJ)
Lygia Jobim (Fórum de Reparação e Memória RJ)
Ana Bursztyn-Miranda (Fórum de Reparação e Memória RJ)
Virna Plastino (Núcleo de Memória e Direitos Humanos da CMV-UFRJ)
Lucas Pedretti (Núcleo de Memória e Direitos Humanos da CMV-UFRJ)

COMENTÁRIOS