Alerj doa verba para construção de respiradores

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, no dia 30 de abril, projeto de lei que permite o repasse de recursos economizados do   orçamento da Casa para a construção de respiradores projetados pela UFRJ. Inicialmente serão repassados R$ 5 milhões.

Os ventiladores pulmonares mecânicos desenvolvidos por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Coppe, foram projetados como uma solução de emergência para o enfrentamento à falta do equipamento nas unidades de tratamento intensivo.

De acordo com o coordenador do projeto, professor da Coppe Jurandir Nadal, o respirador projetado pela universidade consiste de um recurso simples e seguro para uso emergencial, quando não houver equipamento padrão.

Expectativa

A proposta aprovada pela Alerj e enviada para sanção do governador Wilson Witzel, permite que sejam feitas transferências de recursos para projetos vinculados a universidades estaduais e federais, além de programas nas áreas de saúde, educação, segurança pública e cultura. Os recursos, segundo o texto, deverão ser repassados com a aprovação dos órgãos de fiscalização estaduais e federais.

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), informou que uma comissão de deputados vai acompanhar detalhes do projeto para viabilizar um repasse inicial de R$ 5 milhões, para custear cerca de mil aparelhos e, dependendo da velocidade da produção e da necessidade da população, novos repasses (também do dinheiro economizado do orçamento da Alerj) podem ser feitos.

Fonte: Agência Brasil

Coppe lança campanha para produção de respiradores

Nos últimos dias, a Coppe iniciou uma campanha, por meio da Fundação Coppetec, com o objetivo de arrecadar R$ 5 milhões em doações para produção do equipamento, cujo custo de cada um está orçado em cerca de  R$ 5 mil – um respirador convencional custa em média R$ 50 mil.

A intenção da equipe é entregar mil aparelhos, chamados Ventiladores de Exceção para Covid-19 – UFRJ (VExCo), em até um mês. “O VExCo não terá licença para ser comercializado. Vamos entregá-lo às unidades com UTI que necessitarem. Em seguida, os ventiladores serão doados ao Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou ao site da UFRJ o coordenador Nadal.

COMENTÁRIOS