“A situação é dramática”, diz reitora da UFRJ

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

“A situação é dramática. Se não tivéssemos a possibilidade de pagar contratos em atraso teria parado no mês de maio e parará no mês de setembro caso não haja nenhum outro repasse. O ministro está consciente disso. E tem dito na mídia que muito provavelmente a partir de setembro uma parte do contingenciamento será descontingenciado. Isso quer dizer que há possibilidade real de cortes, mas não sabemos o percentual. Isso é muito grave para uma instituição que tem mais de 200 milhões de déficit”.

As declarações foram dadas por Denise Pires depois da reunião com o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Confira o vídeo.

COMENTÁRIOS