Trabalhadores da UFRJ deverão procurar postos perto de casa

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A partir desta segunda-feira, 26, a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais de educação será ampliada.  

A UFRJ informa que não haverá postos de vacinação em nenhum dos seus campi e orienta seus trabalhadores a se dirigirem ao posto de vacinação mais próximo de onde residem. Para evitar aglomerações e o uso de transporte público. 

Docentes e técnicos-administrativos efetivos, contratados ou terceirizados da universidade com idades entre 59 e 45 anos, poderão se vacinar, regressivamente, de acordo com o calendário da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) até o dia 29 de maio.  

Comprovante e cronograma

Os trabalhadores da UFRJ terão que apresentar, no momento da vacinação, os três últimos contracheques. A Reitoria providenciará o comprovante de atuação na instituição para os que não têm contracheque, desde que as respectivas listagens sejam enviadas por ofício à Administração Central pelas entidades ou unidades responsáveis pela contratação.

No dia 24 de abril, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou o novo calendário da vacinação contra a Covid-19 para os grupos prioritários – como os trabalhadores da área de educação, inclusive da UFRJ. 

O cronograma segue a escala decrescente de idade e inclui: gestantes, pessoas com deficiência permanente, indivíduos com comorbidades, trabalhadores da saúde, da educação, de serviços de limpeza urbana, guardas municipais, motoristas e cobradores de ônibus e de transporte escolar. Policiais civis, policiais militares, bombeiros e agentes penitenciários serão vacinados em seus locais de trabalho.

Comorbidades

As comorbidades prioritárias são: diabetes mellitus, hipertensão grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, câncer e obesidade grave, entre outras. A lista pode ser consultada em coronavirus.rio/comorbidades.

Não tem postos na UFRJ

A SMS desativou os postos drive thru que funcionavam aos sábados na Cidade Universitária e na Praia Vermelha. E não há previsão de abertura de locais de vacinação na universidade para os trabalhadores da educação em geral contra a Covid-19.

Vacinação contra a gripe para os trabalhadores do HUCFF e IPPMG

Contra a HINI, a UFRJ recebeu da SMS duas mil doses para vacinação dos trabalhadores do Hospital Universitário Clementino Fraga (HUCFF) e 400 doses para os do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG). Segundo a diretora da Divisão de Atenção em Saúde do Trabalhador (Dast), Vânia Glória, as doses foram enviadas pela Secretaria Municipal de Saúde para uma população específica da universidade. 

Para a vacinação contra a H1N1 dos servidores das duas unidades hospitalares foi montado um posto volante no bloco K do Centro de Ciências da Saúde (CCS), que funcionará das 8h às 16h. Quem se vacinou contra Covid-19 deve aguardar 15 dias para se vacinar de H1N1.

 

 

 

COMENTÁRIOS