Ipub tem capacidade de atendimento reduzida

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Instituto de Psiquiatria (Ipub) da UFRJ, referência para internação em saúde mental no município e no estado do Rio de Janeiro, terá quase a metade de sua capacidade reduzida sem os profissionais que foram contratados emergencialmente para a pandemia.

A direção já foi informada que a partir desta quarta-feira, 2 de dezembro, os 21 técnicos de enfermagem contratados nesta modalidade não estarão mais na unidade. A situação que redunda no fechamento de leitos está atingindo as unidades de saúde da UFRJ como o IPPMG e o HUCFF.

“Ficaríamos reduzidos a quase metade da nossa capacidade que é de 105 leitos no total. Teríamos que operar com até 60 leitos”, declara o diretor clínico, Leonardo Lessa. Ele explica ainda que os profissionais trabalham também em outros setores não específicos para Covid-19.

Leonardo Lessa chama atenção para a característica especial do paciente do no Ipub.
“Trata-se de clientela psiquiátrica, que não atende às exigências de isolamento e etiqueta social tal qual pacientes de outras especialidades. Até o presente momento entre funcionários e pacientes tivemos algo em torno de 80 casos confirmados”, informa Lessa.

O diretor clínico alerta que as emergências psiquiátricas estão a cada dia mais lotadas e no Ipub a redução de pessoal, aliado aos afastamentos, é um problema crônico nesta pandemia.

“O nosso efetivo está e continuará reduzido devido aos servidores em situação de risco, mas a demanda populacional para atendimento em saúde mental cresce a cada dia”, constata.

 

 

COMENTÁRIOS