IFCS cria ‘Quilombo’ para discutir racismo na UFRJ

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Quilombo IFCS/UFRJ, uma iniciativa da comunidade universitária do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais articulada por docentes, estudantes e técnicos-administrativos(as), será lançado nesta quinta, 18 de novembro. O objetivo é organizarnegros e negras da universidade e fomentar debates acerca das relações raciais presentes na UFRJ.

A ideia surgiu a partir da comissão de sindicância instaurada para apurar o caso envolvendo o professor Wallace de Moraes, do Departamento de Ciência Política (DCP/IFCS), impedido de compor uma banca de concurso para preenchimento de vaga para professor adjunto do departamento, sob a justificativa de que “para ele, tudo é racismo”. O professor Wallace é o único docente negro do DCP e um dos dois únicos professores negros dos setenta e oito professores do IFCS.

A criação do Quilombo IFCS/UFRJ surge em um momento de grande polarização no país, onde as pessoas se sentem à vontade para serem racistas.  O Quilombo pretende ser um espaço de organização, debate e formulação para a universidade, para acabar com o argumento de que “não há racismo na UFRJ”, como explica a técnica-administrativa Sonia Reis, secretária executiva do Programa de Pós-graduação em Filosofia (PPGF): “Tenho 34 anos de universidade e sempre vivenciei as experiências dediscriminação sozinha e, conversando com os outros membros mais novos na UFRJ, reconheci o que sofri neles. Muitas vezes precisamos chegar ao limite para que alguma atitude seja tomada. Queremos interromper esse ciclo”.

O Quilombo, composto em igualdade de representação entre técnicos, docentes e discentes, pretende formar comissões para atuar no IFCS como núcleos permanentes de promoção de debates, seminários e acolhimento, além de formular disciplinas e demais atividades acadêmicas para a graduação e pós-graduação. “A gente quer conversar sobre isso, queremos ser ouvidos. A gente quer que o IFCS seja antirracista. Quanto mais esse assunto é debatido, mais resistência ele fomenta. A importância é de resistir, de continuar, de seguir em frente”, diz Sonia.

SERVIÇO

O lançamento do Quilombo IFCS/UFRJ será transmitido pelo canal do YouTube do Coletivo de Pesquisas Decoloniais e Libertárias (CPDEL/UFRJ)e contará com a participação do professor e idealizador da iniciativa, Wallace de Moraes, da técnica-administrativa Sonia Reis, da diretora do Sintufrj e integrante da comunidade do IFCS, Damires França, além de lideranças e intelectuais dos movimentos sociais e de negritude. Confira a programação abaixo e não perca!

COMENTÁRIOS