Sintufrj no Festival do Conhecimento

Compartilhar:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

 

Nesta segunda-feira, 12 de julho, começa o Festival do Conhecimento da UFRJ. É a segunda edição virtual do evento devido a pandemia de Covid-19 e o tema deste ano é “Futuros Possíveis”. O Sintufrj organizou sua participação no evento com dois temas essenciais: o futuro do trabalho e a proteção de dados.

Em 2020 a UFRJ promoveu um grande encontro de sua comunidade com o público para marcar o centenário da instituição. Agora em 2021 o objetivo é “descortinar e apontar novos caminhos para questões urgentes dando as mãos no luto e na luta”. 

Serão cinco dias, a data final é 16 de julho, debatendo os futuros possíveis em todos os campos do conhecimento, com a participação de cientistas, pesquisadores, artistas, parlamentares, professores, técnico-administrativos e estudantes. 

“Com o próprio futuro das Instituições Públicas de Ensino Superior ameaçado por cortes orçamentários crescentes, o Festival do Conhecimento é também um ato de resistência e defesa da UFRJ”, anuncia a universidade em seu portal de eventos.

O Festival do Conhecimento da UFRJ pode ser assistido no canal do Youtube da Pró-Reitoria de Extensão da UFRJ e pelo Facebook no endereço @PortalUFRJ.

Sintufrj participa com duas mesas de debate

O Sintufrj organizou duas mesas de debate. Uma que trata da proteção de dados, no dia 14 de julho, e a outra que discute o trabalho, no dia 15 de julho. Veja os participantes e os horários:

Proteção de dados em debate   

No dia 14 de julho, quarta-feira, às 14h30, teremos a transmissão do debate “Por que é importante proteger os seus dados?”, com Débora Sirotheau, Léo Santuchi e Sérgio Amadeu. A mediação caberá a técnica em assuntos educacionais e ex-coordenadora geral do Sintufrj, Ana Maria Ribeiro.

Debora Sirotheau é analista de TI no Serpro, advogada, presidente do SINDPD-PA, diretora jurídica do Fenadados, integrante da Comissão Especial de Proteção de Dados da OAB Nacional e da OAB/PA.

Léo Santuchi é especialista em Análise, Projeto e Gerência de Sistemas da PUC Rio, analista de TI na Dataprev e presidente da ANED – Associação Nacional dos Empregados da Dataprev.

Sérgio Amadeu é professor da Universidade Federal do ABC e ex-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia e Informação (ITI).

Futuro do trabalho

No dia 15 de julho, quinta-feira, às 17h, o tema em debate é “Futuro do Trabalho: Fragmentação, Super Exploração e a Luta pelo Trabalho Digno”. Os debatedores são: Adriana Marcolino, Beatriz Santos e Rafael Grohmann. A mediação será feita pela dirigente do Sintufrj e da CUT/RJ, Noemi de Andrade.

Adriana Marcolino é doutoranda em Sociologia na Universidade de São Paulo (USP). Socióloga no Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com experiência em temas relacionados ao mundo do trabalho.

Beatriz Santos é advogada, mestre em Direito do Trabalho pelo Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) da UERJ e doutoranda em Teoria e Filosofia do Direito pela UERJ.

Rafael Grohmann é professor de mestrado e doutorado em Comunicação na Universidade do Vale do Rio dos Sinos e coordenador no Brasil do projeto Fairwork vinculado à Universidade de Oxford.

 

COMENTÁRIOS